ÁGUAS MORNAS, GEOGRAFIA E HISTÓRIA DE ÁGUAS MORNAS EM SANTA CATARINA

Águas Mornas, Geografia e História de Águas Mornas em Santa Catarina

Águas Mornas, Geografia e História de Águas Mornas em Santa CatarinaMunicípios limítrofes: Angelina, Anitápolis, Rancho Queimado, Santo Amaro da Imperatriz, São Bonifácio e São Pedro de Alcântara.

População: 4. 410 habitantes. A maioria desta população habita na zona rural, cerca de 69%, e nas zonas urbanas, cerca de 31%. A ocupação urbana do município se desenvolveu de forma linear entre a Rodovia BR-282 e os Rios Cubatão e Forquilhas, conformando três localidades distintas: Sede, Vargem Grande e Santa Cruz da Figueira. As áreas com características urbanas não se restringem somente ao perímetro urbano: pontos de expansão são vistos além do perímetro, além do rio e/ou além dos limites municipais.

Desenvolvimento humano: Seu IDH é de 0.801, segundo o Atlas de Desenvolvimento Humano/PNUD (2014)

Clima: subtropical mesotérmico úmido, sem estação seca, com verões quentes, apresentando temperatura média anual de 18,7ºC; mínima de 8ºC; e máxima de 36ºC, e precipitação média anual entre 1.270 a 1.700mm. (fonte: DAS/SC.). Meses mais chuvosos: março, setembro e outubro. Podem ocorrer geadas durante os meses de junho, julho e agosto.

Base econômica: agricultura(mandioca, milho, feijão), avícultura e turismo. Águas Mornas é ainda o maior produtor de hortifrutigrangeiros da região da Grande Florianópolis.

Colonização: 93% alemã. (A etnia alemã é proveniente do ramo germânico da família das línguas indogermânicas e sua emancipação deve-se ao imperador Carlos Magno que, no ano 800 d. C., criou o “Sacro Império Romano Germânico”, estabelecendo uma ordem pacífica entre os diversos povos da Europa).

Associações de Águas Mornas

O Município de Águas Mornas faz parte da Mesorregião da Grande Florianópolis, da qual são integrantes outros doze municípios: Governador Celso Ramos, Biguaçú, Antônio Carlos, Florianópolis, São Pedro de Alcântara, Angelina, Rancho Queimado, Palhoça, São José, Santo Amaro da Imperatriz, Anitápolis e São Bonifácio. Águas Mornas faz parte, também, da microrregião do Parque Estadual da Serra do Tabuleiro, juntamente com os seguintes municípios: Florianópolis, Garopaba, Imaruí, Palhoça, Paulo Lopes, Santo Amaro da Imperatriz, São Bonifácio e São Martinho. A Serra do Tabuleiro é a maior unidade de conservação do Estado. Ocupa aproximadamente 1% do território de Santa Catarina, com uma extensão de 87.405 hectares. Foi criado através do Decreto n° 1.260/75 e abrange áreas de nove municípios. Engloba também as ilhas de Fortaleza / Araçatuba, Ilha do Andrade, Papagaio Pequeno, Três Irmãs, Moleques do Sul, Siriú, Coral, dos Cardos e a ponta sul da ilha de Santa Catarina.

Hidrografia de Águas Mornas

O território do município é rico em recursos hídricos. Os principais rios que cortam o município são: o Rio Cubatão do Sul e o Rio Forquilhas ou Caldas do Norte, que sustentam a Bacia do Rio Cubatão do Sul. O Rio Cubatão é um dos rios que integra o sistema de abastecimento de alguns municípios da Região da Grande Florianópolis. (Santo Amaro da Imperatriz, Palhoça, São José e Florianópolis). Apesar de sua importância para o abastecimento da região, é o rio do município mais atingido pela poluição produzida pela zona rural e urbana. O número de microbacias confirma que o município é rico em recursos hídricos: rios, canais e córregos. Isso demonstra o potencial hídrico do município, mas também as restrições ambientais a que está sujeito.

Rios secundários: Rio Salto, Novo, Engano, Miguel, dos Porcos, dos Bugres, Vermelho, Gaspar, das Embiras.

Altitude de Águas Mornas

Altitude média: 661 m
Ponto mais baixo: 58 m – Perímetro urbano
Ponto mais alto: 1.266 m – Serra do Tabuleiro

Vegetação de Águas Mornas

Nas porções sudoeste, sul e sudeste, onde está o Parque Estadual da Serra do Tabuleiro, encontra-se a maior concentração de vegetação nativa em diversos estágios de regeneração. Aproximadamente 22% da vegetação do município está legalmente protegida pelo Parque Estadual. Os desmatamentos para plantio agrícola e pastagens estão mais pulverizados na porção norte e nos limites do Parque da Serra do Tabuleiro. E estão mais concentrados em algumas localidades, como Rio do Cedro e Rio Miguel.

A cobertura vegetal do Município já sofreu muitas alterações e foi fortemente desmatada nas décadas de 60 e 80. Era, anteriormente, ocupada pela Floresta Ombrófila Densa e Ombrófila Mista em alguns pontos nas altas encostas. Atualmente, a floresta original está reduzida às reservas e em locais de difícil acesso. Encontra-se hoje em processo de regeneração natural, coberta de capoeirões, como também de reflorestamento comercial de pinus e eucalipto. O relevo do Município é bastante acidentado, apresentando áreas de planícies fluviais próximo à foz e montanhas nos divisores de água de maior altitude. Águas Mornas engloba parte do PEST (Parque Estadual da Serra do Tabuleiro) e conforme o estudo para o seu zoneamento, da Fatma “a formação montanhosa que abrange o PEST contém uma das últimas áreas de Mata Atlântica, que preserva uma biodiversidade essencial para a manutenção do equilíbrio ecológico e hídrico da região do sudeste do Estado de Santa Catarina”.

Data de emancipação: 19/12/ 1961 – Lei 790
Data de instalação: 29/12/1961.
Gentílico: aguasmornense.
Principais vias de acesso: rodovias BR 282 e SC 431
Etnias predominantes: alemã e portuguesa.
Santo Padroeiro: Sagrado Coração de Jesus.
Religiões predominantes: católica e luterana.
Área territorial: 360,76 km².
Distância da Capital: 36 km.
Cores municipais: verde, branco e vermelho.

Águas Mornas, Geografia e História de Águas Mornas em Santa Catarina
Águas Mornas, Geografia e História de Águas Mornas em Santa Catarina
Águas Mornas, Geografia e História de Águas Mornas em Santa Catarina
Águas Mornas, Geografia e História de Águas Mornas em Santa Catarina

História de Águas Mornas

Águas Mornas foi ocupada pelo sistema de colônias. E o primeiro desses povoados a se instalar no Município foi a Colônia de Vargem Grande, em 1837. Depois veio a fundação de Santa Isabel, em 1847 e Teresópolis em 1860. (A colônia de Vargem Grande foi ocupada, inicialmente, por 44 colonos, sendo 43 alemães e um dinamarquês, que abandonaram São Pedro de Alcântara, colônia fundada em 1829). O assentamento dessas famílias em Vargem Grande foi estabelecido ao longo da nova estrada de Lages, que liga o planalto catarinense ao litoral. Santa Isabel foi fundada a partir do assentamento de 256 imigrantes recém-chegados da Alemanha. Porém, apenas 164 se radicaram na nova colônia.

O veleiro que trouxe os primeiros imigrantes destinados a Santa Isabel, havia deixado o porto de Dunquerque, na França, em 19 de setembro de 1846, chegando no Rio de Janeiro após uma viagem de seis semanas. Chegaram à cidade de Desterro, atual Florianópolis, em 28 de dezembro de 1846. Eram ao todo 28 famílias, com 114 pessoas, sendo 45 adultos e as demais crianças. O número de mulheres era reduzido, sendo que muitas delas faleceram na viagem.

Da colônia Santa Isabel descendem estirpes que trouxeram à luz a família Arns – da arquidiocese de São Paulo e a família Bornhausen, dos ex-governadores Irineu e Jorge Bornhausen.

Santa Isabel é a mais antiga colonização evangélica de Santa Catarina e foi emancipada em 28 de maio de 1869 e elevada a Distrito de Paz em 1902, sendo sua sede fixada em Rancho Queimado, localidade na época pertencente à colônia. Seu nome é uma homenagem à Princesa Isabel, filha de D. Pedro II. Teresópolis foi fundada por um Decreto do Governo Imperial, em 03 de junho de 1860, por 40 imigrantes alemães vindos da Renânia e da Westfalia. Foi emancipada em 1869 e, em setembro de 1886 foi criado o Distrito de Paz. Devido a má fertilidade de suas terras, os imigrantes começaram a migrar para outras regiões do Estado.

Evolução Histórica:

1837 - Fundação da Colônia Vargem Grande.
1847 - Fundação da Colônia Santa Isabel.
1860 - Fundação da Colônia Teresópolis.
1865 - Unificação administrativa das colônias Teresópolis e Santa Isabel.
1869 - Teresópolis é elevada à categoria de Distrito (Palhoça).
1943 - A denominação Teresópolis foi mudada para Queçaba.
1958 - O Distrito de Queçaba passa a pertencer ao Município de Santo Amaro da Imperatriz.
1961 - É emancipado politico-administrtivamente o município de Águas Mornas constituído do Distrito de Queçaba. Porém a sede do novo Munícípio - desmembrado de Santo Amaro da Imperatriz - é fixada na localidade de Águas Mornas em detrimento de Queçaba.
1974 - A localidade de Queçaba retoma sua antiga denominação: Teresópolis.

ÁGUA DOCE, GEOGRAFIA E HISTÓRIA DE ÁGUA DOCE EM SANTA CATARINA

ÁGUA DOCE, GEOGRAFIA E HISTÓRIA DE ÁGUA DOCE EM SANTA CATARINA

Água Doce, Geografia e História de Água Doce

Dados do Município

Municípios limítrofes: Passos Maia, Ponte Serrada, Vargem Bonita, Catanduvas, Joaçaba, Luzerna, Ibicaré, Treze Tilias, Salto Veloso, Macieira e Caçador

Área: 1.313,02 km²

População: 7.132 hab. est. IBGE

Altitude: 847 m

Região Turística: Vale do Contestado

Microrregião: Microrregião do Meio Oeste Catarinense

Aniversário: 25/07

Água Doce está localizada na região meio oeste do Estado de Santa Catarina, distando cerca de 500 quilômetros da capital Florianópolis. Com uma área de 1313km² o município é hoje o 6º maior no que se refere à extensão territorial. Possui uma população de 7.132 habitantes (IBGE) miscigenada pelas etnias italiana, alemã e portuguesa. 

As marcas oriundas destas culturas sobrevivem até hoje e são notórias no semblante, costumes e linguagem do seu povo. A economia do município é baseada na agropecuária, onde se destaca o cultivo das culturas de milho, soja, feijão, batata, maçã e frutas de caroço, bem como, a produção de bovinos, ovinos, aves e suínos.

O nome Água Doce teve origem em um pequeno incidente, quando os moradores da vila ora denominada Encruzilhada, dirigiam-se em tropas para o município gaúcho de Marcelino Ramos em busca de mantimentos. No retorno de uma destas viagens, a mula do tropeiro João Líbia - que estava carregada de açúcar - caiu no rio e perdeu toda a sua carga, gerando a denominação do rio e do município como Água Doce.

O município é hoje reconhecido como a Capital Catarinense da Energia Eólica, por abrigar o maior conjunto eólico do Estado de Santa Catarina, composto por 109 aerogeradores. Localizado na região dos campos de altitude, os oito parques - Horizonte, Água Doce, Amparo, Aquibatã, Campo Belo, Cascata, Cruz Alta e Salto - produzem energia suficiente para abastecer um contingente de aproximadamente 500 mil habitantes.

Saiba mais sobre Água Doce visitando a nossa página no Facebook: "Turismo - Água Doce, Santa Catarina, Brasil".
Economia de Água Doce

Economia de Água Doce

Toda energia consumida pelos seus habitantes vem de aerogeradores instalados no município. A exuberância dos recursos naturais assegura grande variedade de flora e fauna em Água Doce. Para os adeptos do rapel, a cachoeira do Rio Cadeado apresenta excelentes condições para sua prática. Outro ponto turístico é o Monumento da Imbuia, o tronco de uma árvore de mais de 100 anos que representa a riqueza natural do lugar, que já teve na extração da madeira uma importante fonte de renda.

Atualmente, a economia é voltada para a agropecuária. Também desperta curiosidade a vertente de água no distrito de Herciliópolis. Segundo a crença popular, a água tem poderes curativos desde a passagem do Monge João Maria pelo local.

Água Doce possui hotel, camping e pousada rural para atender os mais diferentes estilos de turistas. É sede do CEDUP - Professor Jaldyr Bhering Faustino da Silva (Colégio Agrícola), que oferece ensino médio com técnico em agropecuária e outros cursos. O local é aberto para visitas e oferece ao turista a oportunidade de conhecer bem todo o setor agropecuário.

Atrativos Turísticos de Água Doce

Camping Maria Isabel

O Camping Maria Isabel localiza-se próximo a BR153, na Comunidade de Três Pinheiros e oferece aos visitantes diversas opções de entretenimento, como trilhas em meio a mata nativa, pesca e banho no Rio Roseira. O camping é dotado de infraestrutura como banheiros, chuveiros, mesas e churrasquiras cobertas, luz elétrica e água encanada.

Capela de Nossa Senhora Aparecida

Símbolo de fé e devoção, a Capela de Nossa Senhora Aparecida, localizada no Distrito de Herciliópolis, é reconhecida também por abrigar a representação de um importante ícone da história regional. Em 1850, o monge eremita João Maria d' Agostini - personagem de grande relevância no conflito do Contestado - passou pela comunidade, abençoando a fonte de água hoje situada na parte interna da capela. De acordo com os moradores locais, a fonte nunca secou, suscitando a crença no poder dessa água na realização de milagres, entre esses, a cura de doenças.

CEDUP (Colégio Agrícola)

O Centro de Educação Profissional Professor Jaldyr Bhering Faustino da Silva é um dos polos educacionais da região oeste catarinnese oferecendo cursos como Técnico em Agropecuária. Sua sede tem uma ampla estrutura e oferece aos visitantes a possibilidade de conhecer o setor agropecuário como um todo em um único lugar. Bosques e lagos contrastam com os animais e as culturas cultivadas.

Fazenda Nossa Senhora do Belém

A Fazenda Nossa Senhora do Belém tem como principal atrativo a área de camping dotada de infraestrutura básica (sanitários, água encanada e energia elétrica). Telefone: (46) 3262.5543 - Rodovia BR-153 - Comunidade de Três Pinheiros

Igreja Matriz Nossa Senhora da Paz

A Igreja Matriz Nossa Senhora da Paz, foi construída por moradores locais e inaugurada em 16 de agosto de 1956 pelo Bispo Dom Daniel Hostin. Apresenta traços semigóticos e linhas da arquitetura moderna, sendo que no seu interior podem-se observar a Via Sacra e as imagens dos santos trabalhadas em gesso, como os Padroeiros Nossa Senhora da Paz e São Roque, além dos belíssimos vitrais.

Mirante do Morro São José

O Mirante do Morro São José está localizado no bairro de mesmo nome, a uma altitude de 1199 metros acima do nível do mar. Teve sua origem quando um grupo de moradores da cidade de nomes "José", resolveram criar o monumento. Construído em 1998, serve hoje como destino de procissões e pagamento de promessas. Além disso, oferece uma vista privilegiada de toda a cidade e seu entorno.

Monumento ao Tropeiro

No ano de 1943, a localidade de Encruzilhada tornou-se Distrito com o nome de Água Doce. A denominação escolhida teve origem de um episódio inusitado: Os moradores da vila costumavam dirigir-se em comitivas à cidade gaúcha de Marcelino Ramos para a compra de mantimentos. No retorno de uma dessas viagens, a mula do tropeiro João Líbia - que estava carregada com açúcar - caiu ao realizar a travessia do rio, perdendo toda a carga. O fato fez com que o local fosse conhecido como “o lugar onde a água é doce”, nomeando posteriormente também o Município. Com o intuito de representar essa passagem de grande importância histórica, a Administração Municipal inaugurou no ano de 2005 o Monumento ao Tropeiro. Construído pelo artista plástico Cristóvão Batista, o mesmo está localizado ao lado da Casa da Cultura Maria Imaculada Brunner Beal, no acesso ao município de Treze Tílias.

Parque Eólico Horizonte e Água Doce

Em meio aos campos de altitude, na divisa com o Estado do Paraná, localizam-se os aerogeradores que fornecem energia para o município paranaense de Palmas e para a região de Água Doce. O conjunto chama a atenção pela paisagem futurista, além de ser um exemplo de sustentabilidade ambiental. A intensidade e a constância do vento, possibilitaram a instalação do maior parque eólico do Estado de Santa Catarina, o que consagrou Água Doce como a Capital Catarinense da Energia Eólica. Além da produção de energia limpa e renovável, os imponentes aerogeradores oferece um visual encantador a quem os visita.

Praça João Macagnan

ocalizada no centro da cidade, a Praça João Macagnan foi construída em 1970 e abriga hoje várias espécies que representam a flora do Município. Nela situa-se o Munomento da Imbuia, árvore nativa da região com mais de 100 anos, além da Locomóvel da marca Lanz Mannhein, fabricada na Alemanha no ano de 1900, a qual era utilizada na Serraria Luchesi para corte de madeira.

Vinícola Villaggio Grando

Localizada nos campos de altitude de Herciliópolis, a Vinícola Villaggio Grando vive uma incessante construção, visando caprichos que vêm estabelecer uma perfeita harmonia entre a natureza e a busca humana pela beleza. Sempre prezando pela máxima qualidade, a Vinícola investe constantemente no controle de produção e melhoramento dos produtos, o que tem resultado na conquista de inúmeros prêmios de renome. A Vinícola Villaggio Grando está aberta para visitação de terça-feira a sábado, das 9h30min às 11h30min e das 13h30min às 17h30min. Telefone: (49) 3563.1188 - Rodovia SC 451, Km 56.

AGRONÔMICA, HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE AGRONÔMICA (SANTA CATARINA)

AGRONÔMICA, HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE AGRONÔMICA (SANTA CATARINA)

Agronômica, História e Geografia de Agronômica (Santa Catarina)

Área: 135,923 km².

População: 5.120 habitantes

Gentílico: Agronomense

Municípios limítrofes: Agrolândia, Atalanta, Aurora, Ituporanga, Laurentino, Rio do Oeste, Rio do Sul e Trombudo Central

Fundação: 6 de junho de 1964 

Agronômica localiza-se a uma latitude 27º15'54" sul e a uma longitude 49º42'40" oeste do estado de Santa Catarina, com uma altitude de 347 metros. A População do Município de Agronômica está estimada em 5.120 habitantes no ano de 2016.

Vindos da Alemanha e Itália, os primeiros imigrantes chegaram a Agronômica por volta de 1909 e encontraram no local solo fértil para a agricultura. Em 1961, Pastagem, como era conhecida, tornou-se Distrito de Rio do Sul. Um grande movimento dos moradores fez com que Pastagem fosse elevada à categoria de município na data de 8 de abril de 1964, sendo oficialmente instalado em 6 de junho de 1964. Agronômica detém hoje um título que é orgulho de toda a sua gente, o de município “Campeão Mundial em Produtividade de Arroz Irrigado por Hectares, contando com uma produção anual de 220 sacas de arroz por hectare enquanto que a média nacional é de 50 sacas por hectare. A tecnologia utilizada é totalmente integrada a tradição familiar. 

História de Agronômica

O município de Agronômica vê seu alvorecer em primórdios do ano de 1909. As companhias de terras, resolveram colonizar redondezas de Bela Aliança - Hoje município de Rio do Sul - face ao seu crescente interesse de colonos de Ascurra, Rodeio e Blumenau que se estabeleceram na região em função da fertilidade do solo. Os primeiros imigrantes vieram principalmente da Itália e Alemanha em busca do enriquecimento ou sobrevivência, encontrando aqui solo fértil para a agricultura. As famílias Ziebel e Rotthermel foram as primeiras a se colocarem, seguidos pelos Venturi, Pizetta, Finardi, e Fronza, formando assim o povoado Pastagem, como era chamada. A versão mais correta de seu topônimo Pastagem, se refere a excelente grama pra a alimentação dos animais que existiam segundo os povos dos campos de lages e do litoral, que se aproximavam através do alto vale. Em 1961, Pastagem tornava-se distrito de Rio do Sul. Um grande movimento liderado por alguns senhores que aqui residiam fez com que a Pastagem fosse elevada a categoria de município na data de de 8 de abril de 1964, através da Lei nº 959 que cria então o município de Agronômica.O mesmo foi o oficialmente instalado em 06/06/1964. O primeiro prefeito nomeado, foi o senhor Lauro Pamplona. Foi substituído pelo senhor Curt Hedler, que conduziu os destinos do município até 31-01-1963. Nesta época já por intermédio de voto popular, foi escolhido para prefeito de Agronômica, o senhor Ambrósio Bortoluzzi, que em 31-01-1970, entregou o cargo a seu sucessor, senhor Paulo Bittencourt.

A excessiva população de Rio dos Cedros e Rodeio, buscando a melhoria de condições de vida, foi o fator iniciante que ajudou a povoar o território municipal de Agronômica nos últimos anos do século XIX. As famílias de Júlio Ventúri, Máximo Piseta, Francisco Reuter, Ângelo Finardi e Inácio Fronza foram as primeiras que tiveram chegada à região. Posteriormente, a colonização foi intensificada, sendo representativa das terras férteis de excelência, acima de tudo, para plantar arroz, o que atrai muito os agricultores para o sustento de suas famílias.

Os pioneiros, que tinham devoção por Nossa Senhora de Caravaggio, padroeira do imigrante italiano, foram os construtores de uma capela que homenageou a santa e o orago feminino foi convertido na padroeira católica da comunidade.

Agronômica"Pastagem" foi o primeiro nome que o município recebeu, porque suas gramíneas eram de boa qualidade. Ali foi o local onde os tropeiros "pousavam" ou "sesteavam". A descida dos tropeiros teve como ponto de partida a região dos Campos de Lages e o litoral de Santa Catarina como ponto de destino.

Foi elevado à categoria de distrito em 1961. O distrito elevou-se à categoria de município por força da Lei Estadual nº 959, de 8 de abril de 1964. O município foi instalado em 6 de junho do mesmo ano.

O governo estadual nomeou como primeiro prefeito o senhor Lauro Pamplona. Depois, a população agronomense elegeu como primeiro prefeito Ambrózio Bortuluzzi.

Turismo

Cidade privilegiada por suas belezas naturais, Agronômica conta com a tranqüilidade de uma pequena cidade, a religiosidade da Gruta da Paz, a estrutura dos pesque-pagues e a exuberância das paisagens de arrozais ao longo da BR-470, que aliados às propriedades rurais, criam no município uma paisagem encantadora, capaz de despertar nos mais curiosos, a vontade de conhecer seus atrativos e o convívio com um povo hospitaleiro e suas tradições. Edificações erguidas por seus imigrantes, também transformam-se em obras de contemplação para seus visitantes. 

AS 10 CIDADES MAIS POPULOSAS DE SANTA CATARINA

As 10 Cidades mais Populosas de Santa Catarina

AS 10 CIDADES MAIS POPULOSAS DE SANTA CATARINA
1
560.000
2
470.000
3
340.000
4
235.000
5
215.000
6
210.000
7
205.000
8
165.000
9
160.000
10
Palhoça
155.000
Veja o Vídeo das 10 maiores cidades de Santa Catarina

Posts Relacionados

Abdon Batista Bombinhas Erval Velho Itapema Navegantes Quilombo Sao Martinho
Abelardo Luz Botuvera Faxinal dos Guedes Itapiranga Nova Erechim Rancho Queimado Sao Miguel d'Oeste
Agrolandia Braco do Norte Flor do Sertao Itapoa Nova Itaberaba Rio Fortuna Sao Miguel da Boa Vista
Agronomica Braco do Trombudo Florianópolis Ituporanga Nova Trento Rio Negrinho Sao Pedro de Alcantara
Agua Doce Brunopolis Formosa do Sul Jabora Nova Veneza Rio Rufino Saudades
Águas Frias Brusque Forquilhinha Jacinto Machado Novo Horizonte Rio d'Oeste Schroeder
Aguas Mornas Cacador Fraiburgo Jaguaruna Orleans Rio das Antas Seara
Aguas de Chapeco Caibi Frei Rogerio Jaraguá do Sul Otacilio Costa Rio do Campo Serra Alta
Alfredo Wagner Calmon Galvao Jardinopolis Ouro Verde Rio do Sul Sideropolis
Alto Bela Vista Camboriu Garopaba Joaçaba Ouro Rio dos Cedros Sombrio
Anchieta Campo Alegre Garuva Joinville Paial Riqueza Sul Brasil
Angelina Campo Belo do Sul Gaspar Jose Boiteux Painel Rodeio Taio
Anita Garibaldi Campo Ere Governador Celso Ramos Jupia Palhoca Romelandia Tangara
Anitapolis Campos Novos Grao Para Lacerdopolis Palma Sola Salete Tigrinhos
Antonio Carlos Canelinha Gravatal Lages Palmeira Saltinho Tijucas
Apiuna Canoinhas Guabiruba Laguna Palmitos Salto Veloso Timbe do Sul
Arabuta Capao Alto Guaraciaba Lajeado Grande Papanduva Sangao Timbo Grande
Araquari Capinzal Guaramirim Laurentino Paraiso Santa Cecilia Timbo
Ararangua Capivari de Baixo Guaruja do Sul Lauro Müller Passo de Torres Santa Helena Tres Barras
Armazem Catanduvas Guatambu Lebon Regis Passos Maia Sta. Rosa de Lima Treviso
Arroio Trinta Caxambu do Sul Herval d'Oeste Leoberto Leal Paulo Lopes Sta. Rosa do Sul Treze Tilias
Arvoredo Celso Ramos Ibiam Lindoia do Sul Pedras Grandes Sta. Terezinha do Progresso Treze de Maio
Ascurra Cerro Negro Ibicare Lontras Penha Santa Terezinha Trombudo Central
Atalanta Chapadao do Lageado Ibirama Luiz Alves Peritiba Santiago do Sul Tubarão
Aurora Chapecó Icara Luzerna Petrolandia Sto. Amaro da Imperatriz Tunapolis
Balneario Arroio do Silva Cocal do Sul Ilhota Macieira Picarras Sao Bento do Sul Turvo
Balneario Barra do Sul Concórdia Imarui Mafra Pinhalzinho Sao Bernardino Uniao do Oeste
Balneario Camboriu Cordilheira Alta Imbituba Major Gercino Pinheiro Preto Sao Bonifacio Urubici
Balneario Gaivota Coronel Freitas Imbuia Major Vieira Piratuba Sao Carlos Urupema
Bandeirante Coronel Martins Indaial Maracaja Planalto Alegre Sao Cristovao do Sul Urussanga
Barra Bonita Correia Pinto Iomere Maravilha Pomerode Sao Domingos Vargeao
Barra Velha Corupa Ipira Marema Ponte Alta do Norte Sao Francisco do Sul Vargem Bonita
Bela Vista do Toldo Criciúma Ipora do Oeste Massaranduba Ponte Alta Sao Joao Batista Vargem
Belmonte Cunha Pora Ipuacu Matos Costa Ponte Serrada Sao Joao do Itaperiu Vidal Ramos
Benedito Novo Cunhatai Ipumirim Meleiro Porto Belo Sao Joao do Oeste Videira
Biguacu Curitibanos Iraceminha Mirim Doce Porto Uniao Sao Joao do Sul Vitor Meireles
Blumenau Descanso Irani Modelo Pouso Redondo Sao Joaquim Witmarsum
Bocaina do Sul Dionisio Cerqueira Irati Mondai Praia Grande Sao Jose do Cedro Xanxerê
Bom Jardim da Serra Dona Emma Irineopolis Monte Carlo Presidente Castelo Branco Sao Jose do Cerrito Xavantina
Bom Jesus do Oeste Doutor Pedrinho Ita Monte Castelo Presidente Getulio São José Xaxim
Bom Jesus Entre Rios Itaiopolis Morro Grande Presidente Nereu Sao Lourenco d'Oeste Zortea
Bom Retiro Ermo Itajaí Morro da Fumaca Princesa Sao Ludgero